terça-feira, 22 de junho de 2010

É o troço do ponto de vista

Tem gente que anda dizendo ou dizendo sem andar, que o Acre não foi inventado pelos atuais detentores do poder. Concordo. Até mesmo porque o Acre nunca foi inventado.O Acre foi conquistado a sangue , suor e lágrimas. Lutou pelo direito de ser brasileiro.Não precisou ninguém inventar.Foi preciso, é claro, ser consertado, depois de quase um século de esculhambação administrativa 

Não irei aqui dissertar o que era o Acre há pelos menos 11 anos atrás _ um tempo relativamente curto para história e propositadamente longo para a memória de alguns.Primeiro porque é uma prosa que praticamente todos conhecem .Segundo porque esse negócio de textos longos em blog é um saco.

Quero aqui apenas relatar uma cena que tive a oportunidade de vivenciar_ como protagonista, que agora me veio à mente. No ano de 1993 eu, ainda acadêmico do curso de Ciências Sociais da UFAC , realizei , junto com uns outros alunos do curso, uma viagem ao Rio de Janeiro para um encontro nacional dos acadêmicos da referida faculdade.

Ficamos " hospedados " na UERJ ( Universidade Estadual do Rio ) que fica ao lado do Maraca. Havia alunos   de quase todos os estados. Mas, a excêntrica delegação acreana roubou a cena. Todos queriam conversar com aqueles " que passaram quatro dias dentro de um ônibus para chegar ao Rio".


Lembro-me que conversava com uma estudante gaúcha e ela me fazendo aquelas perguntas que já estava me enchendo a paciência : Onde fica o Acre ? Nossa é mesmo ? Pensei que ficava em Minas Gerais.O sotaque de vocês parece de nordestino...E eu descendente de cearense, gozador aproveitava para tirar um sarro:

_Você sabia que lá tem um bicho chamado cutia, que tem o fiofó ( eufemismo para c..)  deste tamanho que assobia meio dia ?

A conversa estava neste tom, quando uma carioca gaiato, ouvindo o papo foi logo arrasando:
_ Já ouvi falar desta pôrra aí , o Acre. Fica no fim do mundo.É o c....do Brasil.

  A risadagem de quem estava por perto foi geral.

Eu , claro, fiquei fulo da vida. Precisava de um revide. Não teria eu saído de tão longe para ser desmoralizado daquela forma. Um insulto aos meus antepassados. E por azar do malandro , minha retina localizou um mapa do Brasil, na parede.

E  reação foi instantânea. Apontei para o mapa e perguntei :
_ Estão vendo o mapa ? Estão vendo onde fica o Acre. Fica em cima, logo anatomicamente o c... não pode ficar em cima, é contra a lei da gravidade.

Aí a gauchinha muito esperta disse:
_E nem pode ser o Rio Grande do Sul, tchê, pois fica lá em baixo no lugar do pé. Se o Brasil tem um " forebes " ( mais um eufemismo para o c...) , deve de ficar nas costas, bah !

Aí todos olharam para o mapa e fixaram o olhar no local onde justamente fica o estado do Rio. Novas risadas e daquelas bem gostosas , porque eram de revide à sacanagem do carioca.Este sem graça  gaguejou, tentou emendar, mas no fim acabou consentindo calado.

Eu me senti de alma lavada. Vinguei a honra do Acre. Horas depois ,um outro acreano, meu amigo, que presenciou a cena, me chamou e disse:
_ Cara,  gostei da resposta. Mas juro por Deus quando você mostrou o mapa do Acre, eu no meu canto suei frio.
_ Por que ?
_ Ainda bem que aquele carioca era burro e nem viu que o mapa de nosso estado tem o formato de uma bunda e fica perto do Peru....

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog