sábado, 13 de agosto de 2011

LEANDRO, O ALTHEMAN


Fosse eu escrever uma carta ao jornalista Leandro Altheman que no momento está em São Paulo faria assim:

Outrora Cruzeiro do Sul, 13 de agosto de 2011.

Prezado Leandro,

Desculpe-me por está escrevendo-lhe esta epístola. Deves está surpreso. Não sou seu amigo, se bem que queria ser, mas assim não quis o destino ou porque nenhum de nós esforçou-se o bastante para tal.

Você tem sua idiossincrasia, seu tempo, sua espiritualidade,suas responsabilidades, enfim seu caminho e eu o meu. Nada temos em comum a não ser algumas ideias, somos seguidores recíprocos  na blogosfera e dividimos algumas mesmas amizades.

Não sou seu amigo no sentido real da palavra Nunca sentamos  a uma mesma mesa, nunca nos falamos nada além de breves cumprimentos. Nunca bebericamos juntos, não trocamos ideias. Sorte sua, irias ensinar mais do que aprender comigo. Acredite.

Entretanto, prezado Leandro nada impede  aqui, eu escrever, mesmo que superficialmente, e serei breve, sobre o que penso de sua pessoa. Não me importo em ser superficial. Falarei da pessoa, da figura e não do espírito. Só falarei daquilo que olhos viram e os ouvidos escutaram.

Serei breve porque palavras em demasia só induzem ao erro ou à fala pela metade.

E sem mais delongas digo o quanto admiro o seu caráter e a retidão de suas atitudes. Um homem nos dias atuais que prefere a moral  e o respeito próprio aos holofotes, tem que ser admirado no exemplo. E admiração é anos-luz distante da canonização.


Pelo pouco que sei, preferistes defender seus amigos e seus ideais do que a covardia e o gosto amargo de ter que engolir um indigesto sapo.

Só conheço teu lado profissional. E fostes aqui um verdadeiro jornalista. Nunca fostes sensacionalista, nunca se meteu a ser a estrela do show, ser maior que a notícia ou tentaste humilhar o entrevistado. Sempre de forma cordial passava as notícias e acredite, é o que basta. Fizeste  Jornalismo. Dentro das possibilidades de nossa realidade social, econômica e política, fizeste com " J".

Como disse, temos algumas amizades em comum. E aquelas, unânimes, confessaram-me ser sua pessoa, além de um bom profissional, um humanista que respeitava as falhas e os limites de cada um. Não mandava, solicitava. Prezava em primeiro o lado humano.

Não te pintaram um santo, um ser sem defeito e puro. Desenharam-te para mim, o que tu és : homem com todos os seus defeitos, mas justo e de bom caráter.

Teu mal, para os de más índoles, é ser simples, vestir-se inadequadamente para o gosto opressor deles, falar manso e sem enfeites, seguir uma religião não ortodoxa e saber disfaçar sua inteligência, o que os ignorantes traduzem como incapacidade ou falta de compromisso com o que eles chamam de " retorno". Para aqueles, locupletadores deste um mau passo na vida. Estás deixando de ganhar dinheiro e fama. Eles não entendem nada de altivez. Riem-se das virtudes.

Palavras não movem moinho, nada resolve. Mas tenho um sonho de um dia ver uma imprensa livre de verdade. Quero no futuro falar de uma equipe de jornalistas, que um dia puseram os pés aqui e respiraram o Ar desta plaga, que além de competentes, foram decentes, simples, honestos e leais à profissão e aos amigos. Neste time estará escalado você , senhor Leandro Altheman Lopes.

Decerto que por enquanto não entrarás para a história oficial, não és o que chamam de " herói' . Entretanto, nas minhas histórias, que nada terão de estórias, nas mesas de bares, em conversa de amigos e colegas,onde puder falar  _ longe ou não das vozes oficiais _ direi de um jovem idealista que um dia fez sua escolha. Para mim um exemplo de coragem, para uns outros um maluco. Tivestes hombridade. Um pequeno gesto de grandeza.

Espero que estejas bem e continue melhor. Quem sabe um dia voltes e te deixem fazer o seu trabalho do jeito  que tem que ser.

Ps: Após  ler  esta carta ,rasgue-a, queime-a e não respondas em hipótese alguma. Tenho a fama de ter aversão aos elogios , no fazer e receber, e  quero continuar assim.

E perdoe meus erros de português e pontuações mal colocadas e marcações  indevidas como vírgula separando sujeito e predicado. Como sabes, escrevo um blog pobre. Nele não há ombudsman. Inútil reclamar.

Um abraço e até a próxima.


quinta-feira, 11 de agosto de 2011

NOVENÁRIO, PEDOFILIA E MEUS SAIS




Ao ver faixas como estas espalhadas pela cidade fico feliz e desconsertado. 

Feliz, porque vejo a preocupação da igreja com coisas que realmente agridem a vida. O combate ao turismo sexual (de menores ) e abuso de criança devem ser pautas sempre em qualquer instituição que  se preze e preze a dignidade  , pois é um acinte à colectividade e aos incapazes de se defenderem.

Bem diferente da questão da homossexualidade, na qual se _ eu disse "se" _  um indivíduo está fazendo o mal, só está prejudicando a si e a mais ninguém ou  nada, a não ser, claro, o falso moralismo. Essa questão de ser gay ou não é de fórum intimo e ponham intimo nisto.

Porém, se a igreja não pode caçar mais bruxas, defendo o direito de que expresse a opinião contrária ao assunto sem que seja também perseguida por isso. Ninguém deve ser obrigado a aceitar a homossexualidade como coisa normal .Eu não aceito, mas respeito. É assim a democracia.

Desconsertado fiquei, porque quem confeccionou a faixa está de brincadeira. Se cristão "conciente" denuncia o crime, imaginemos o conSciente o que não é capaz de fazer !

E na pressa lascaram um acento em pedofilia . Ou confundiram-se com pedófilo(a) ? Quem está com pressa não se interessa por questão de estilo. Alguns olhos desocupados, sim.

Por sorte Deus perdoa os erros e aos humanos. O que vale no fim é a intenção de ajudar a sociedade. É válido. Então nada de dizer que " de boa intenção o inferno está cheio ". A não ser que o inferno seja uma ONG mal intencionada.

A faixa condenando a pedofilia e aí me fecham : " A Virgem da Glória ama os pequeninos ". Que esculhambação é esta ?


Nem tudo, porém, está perdido. Vamos consertar ou bagunçar de vez. Sigamos. 

" Pedofilia (sem acento) é crime ". Onde está o erro ? Simples. Pedofilia não é crime. Pedófilo é quem gosta , quem ama as crianças como pais, as mães,  avós...e qualquer pessoa de bom coração. O sentido original do adjetivo ( do grego pedo ( criança) + filia (afeição) foi distorcido pela parte da imprensa que desinforma e todo mundo está indo na pilha.

Para a lei, criminoso é quem comete crime de abuso sexual de criança, qualificado como estupro, atentado violento ao pudor e agravado pela presunção de violência. Não perca, portanto, seu precioso tempo ligando para o "disk 100" para falar de pedofilia. Denuncie o abuso sexual e exija para que cortem  o membro do desgraçado que tem a coragem de ser tão hediondo.

Agora sim esclarecidos, podemos dizer sem medo de queimar no mármore do inferno que a Virgem da Glória  ama os pequeninos.

Não recomendo, entretanto, alguém sair por aí batendo no peito e se dizendo um pedófilo. Até se explicar já têm  atiçado-lhe a mão nos beiços . Neste caso sugiro diferente do que diz a faixa :  fique calado e conserve os dentes.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

NELSON "TAMÉM" ESTÁ DE VOLTA

(Foto: Internet )
Antes do café da manhã, rádio ligado. Em parte para me inteirar das noticias locais. O meu outro lado perdido e sem jeito,porém, gosta mesmo é de ouvir as presepadas e derrapagens para ter o que contar em rodinhas de amigos. Isto me faz o humano desprezível que sou. Mas pago meus impostos, já que pecados, não os tenho.

E hoje escutei uma voz esganiçada  e renitente que não ouvia já algum tempo. E um tal galo cantou : " Bota o galo pra cantar aí, Michel , acorda pessoal do Ciretran !" (sic)

Ele mesmo, Nelson " Lenda' Júnior, está de volta. Quem mora há pelo menos três anos em Cruzeiro do Sul, sabe de quem estou falando. E seja bem vindo, pois se faz bem e faz mal, desapercebido não passa, porém.   

Que fique só no rádio e me poupem, principalmente na hora do almoço, de vê-lo na TV segurando um microfone, como quem segura um sorvete. Nada pessoal. Sou um telespectador e consumidor dos produtos ofertados nos comerciais. Mantenho a empresa funcionando. Pago os salários. Por que não opinar ?

Ao ver e ouvir Nelson Liano , fico muito feliz e esperançoso no futuro. Ele é a prova de que '' caisquer " menino ou menina pode sonhar em ser um jornalista de sucesso e nem é preciso ter um rostinho bonito e voz empostada. Brincadeirinha. " Tamém "  não é assim, né, "cais coisa"  desse jeito ?

De qualquer forma, desejo que seja   venturoso no seu retorno à "terra das Bajolas" . A mim ele nunca fez mal. Todos têm o direito de ser felizes do jeito que são. Até nós as bactérias boludas e por que não tamém o " Nelsin" ?

Infelizmente não achei um galo para " botar para cantar aqui". Então o jeito é apelar para onomatopéia. Cocoricóóóóóóó !!!

  

terça-feira, 9 de agosto de 2011

MANUEL PIAU É AMEAÇADO


Depois de receber milhões de e-mail's e de presenciar várias campanhas nas redes sociais querendo saber a respeito do paradeiro do mestre da filosofia cacarejante * Manuel Piau, este blog _ considerado o centro maior das discussões políticas, filosóficas e espirituais do Vale do Juruá , quiça do universo _ conseguiu, enfim, contactar o Senhor das Linguiças.

Piau encontra-se escondido e temeroso, tudo por conta das ameaças que alega andar recebendo e recebendo sem andar. Nos mostrou a mais recente carta ameaçadora que recebeu, justamente o objeto da foto desta postagem.

" Manuel Piau tua hora vai chegar. Vou te matar,  meu Tesão, de beijos amor e paixão ".  Este é o teor  ameaçador da sigilosa epístola .

Ele também disse que recebeu várias mensagens no celular e e-mail's com um desenho de coraçãozinho vermelho   transpassado por uma flecha. " Indica um ataque  fatal e silencioso, por isso a flecha, senhor Jurubeba. Golpe no coração não sara, não há remendo e linha que dê jeito. Quem ameaça entende de anatomia. Coisa de profissional ", declarou o choroso filósofo.       

Também deixou de caminhar à noite depois que ouviu, por ocasiões seguidas, finos  assobios, sibilos e  psius, que partiam do outro lado da rua. Não teve coragem para encarar, preferiu empreender  fuga.

Eu, que não sou de boa índole, sugeri que se aproveitasse da ocasião e divulgasse as ameaças recebidas, usando-as como trampolim político. O povo adora votar em perseguidos e humilhados, heróis das causas justas. O Acre está cheio de gente assim  se dando bem na vida.

Porém, o cara anda cabreiro. Pensa inclusive na ideia de abandonar o re-erguimento do P.A.U,  partido político que ajudou a fundar. " Sou alienígena, sou alienado, mas não sou cabeçudo e nem falo babando. Nunca vou entrar na moda", reluta.

Pior para ele, nunca deixará de ser um plebeu. Penso que * Manuel Piau ou é um covarde ou é muito estoico no sentido de resignado. Fosse jornalista e entrevistasse  o Dunga, o técnico, não o anão,  seria chamado também de cagão. Mais um herói com pés de barro. Que pena...

_________________________________________________________________
* Manuel Piau é um alienígena alienado que nunca foi a Santa Luzia ou  Guajará, nasceu na sombra mas não é assombrado.

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog