quinta-feira, 21 de julho de 2011

DEPUTADA DO PMDB ACREANO QUER A SALVAÇÃO ETERNA

Sabem aquela parábola bíblica que diz que é mais fácil um camelo passar pelo buraco da agulha do que um rico entrar no Reino dos Céus ?

Parece que a deputada (censurado) do PMDB-AC levou ao pé da letra.

Só isso talvez explique como ela conseguiu se desfazer de 1.620.654,50 ( Hum milhão, seiscentos e vinte mil, quinhentos e cinquenta e quatro reais   - esqueçamos os centavos ) em quatro anos. É o que entendi na nova denúncia  do blogueiro  Rafael Dene.

Não esqueçamos, porém, que pelo meio do intervalo, o seu marido (censurado), _ não o seu, leitora, muito menos o seu, amigo leitor, o dela _ foi eleito prefeito de uma importante cidade do interior acreano, precisamente em 2008. Além disso, o competente filho do casal passou a ganhar um simbólico salário na mesma prefeitura de R$ 10.000,00 mensais, como também denunciou o mesmo blogueiro.

Diferente do que acontece à maioria dos políticos com mandatos neste país, que só duplicam,triplicam, multiplicam por cem o patrimônio deles; nossa deputada, assim me obriga falar a democracia, só ficou mais pobre.

Tamanho paradoxo me fez questionar o mestre das mixordias, * Manuel Piau , como pode um fenômeno deste em pleno Brasil.
" Dividiu com os mais pobres, senhor Jurubeba. Ela não sofre do mesmo mal da ganância que acomente vocês, escravos do capitalismo ", disse  Piau, espanando a bola da pequena área.

Está certo. Uma vez esclarecido que sirva então de exemplo para  os outros políticos e afortunados. O mundo pode ser melhor quando esqueçemos de dizer algo ou fazemos pela metade. Eis a mensagem original.

Eu, que já tenho a garantia  de ir ao paraíso, pela minha condição de penúria financeira, me contentarei com mais feijoadas em dias de sol, sem me preocupar com o buraco da agulha e tampouco com camelos ou 600 cabeças de gado.

Agora, acabo de sentir azia. Consequência da feijoada, não da notícia. Que falta  me faz R$ 0,50 para comprar um antiácido !  Não. Não podemos esquecer os centavos....


Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog