sábado, 15 de setembro de 2012

HUMILDADE SALES: PECUARISTA MILIONÁRIO E ¹/². OU : O ASNO SOU EU !

" Quem se humilha será exaltado..."

Personificação retórica da humildade, Vagner Sales, é um homem vencedor. Em sua declaração à Justiça Eleitoral para o pleito de 2012, o atual prefeito informou ser milionário e meio.Veja aqui

Um patrimônio e tanto para quem _ pelo menos é o que diz no seu programa eleitoral _ chegou pobre aos 14 anos em Cruzeiro do Sul, proveniente da paupérrima Grajau, ex- seringal do Alto Juruá.

Sales não precisou seguir a estreita senda  dos estudos para vencer na vida, só concluiu o ensino fundamental. Gosta de contar aos eleitores que seu " premero emprego" foi de zelador na câmara municipal da cidade. Lá, teria aprendido muito e percebido o quanto o povo sofrido precisava de um representante naquela casa.

Pretenso candidato, foi perseguido e demitido. Foi eleito como o vereador mais votado de todos os tempos. Depois eleito deputado estadual por mais de um mandato seguidos. Não satisfeito quis ser vice-governador. Para não deixar seus irmãos das barrancas dos rios e beira de ramais desamparados, indicou sua esposa para vaga de deputado. Tudo em família, para que todos necessitados ganhassem. 

Derrotado na sua pretensão de governar o estado, foi eleito prefeito de Cruzeiro do Sul em 2008 e agora busca a reeleição para 'o trabalho continuar'. Segundo alguns especialistas políticos que vendem a mão de obra, é amplo favorito a vencer novamente o pleito e com uma " enxurrada de votos". Não posso concordar ou discordar visto que desta técnica nada entendo. Adivinho, muito menos sou.

De zelador Sales se transformou em um poderoso político. Na declaração disse que sua profissão é 'pecuarista', político não. É dono de uma fazenda de 1.000 hectares e de alguns terrenos na zona urbana de Cruzeiro do Sul. Aliás, com valores declarados bem menores do que os de mercado. Só pode está combatendo à especulação imobiliária _ recorrente por esta banda _ ,  prova de seu amor pela cidade !

Não me incomoda o fato de Vagner ser milionário e meio, quem não queria ser ? só os hipócritas !! Além disso, há gente na política acreana com bem menos serviços prestados e muito mais rico do que ele.

Só que aqueles são egoístas que não se preocupam com os mais humildes. São políticos insensíveis à causa dos pobres e vorazes  acumuladores de capital. Vagner José, ao contrário, é o quase salvador para os desvalidos do precioso metal . Por isso me intriga, mas não faço mau juízo à respeito _  não seria tão abjeto: Como fez para ficar milionário e meio se costuma dividir uma parte do pão com o próximo ?

Deixei por conta das minhas duas consciência:

" _ A custa de muito trabalho", dirá a do bem.
" _ Ué, mas o que eu conheço de gente que trabalha, trabalha e nunca ficou milionário, não está no gibi", acusará a do mal.
" _ Mas ele acorda cedo para o trabalho..." , rebaterá a do bem.
" _ E daí ? os garis acordam todo dia de madrugada e continuam pobres !" bradará a do chifre e tridente.

Quer saber ? ambas estão erradas !

Chego a conclusão que ele é milionário e meio porque ajuda aos mais necessitados. Só que, diferente dos desprovidos de inteligência espiritual, não esperou a recompensa do prometido paraíso cristão aos homens de bom  coração neste mundo de lágrimas. Lá não há $$ e aquele negócio de ter que passar pelo buraco de uma agulha é uma probabilidade a posteriori.

Sales subiu na vida porque justamente ajudou e ajuda a quem mais precisa. Àqueles que a cada dia nunca deixam de ser necessitados. É a lei do bem sendo pago com o bem, a colheita do aqui plantado. Sua Grajaú natal continua paupérrima e o seu povo desprovido da mais básica educação e saúde, mas a culpa é do políticos do mal que  que não deixam que se derrube  uma vara verde ou se queime uma seca...

Seu adversário é um professor universitário graduado, que já foi vereador e está deputado federal pela terceira vez, cujo patrimônio declarado não chega a um terço daquele declarado pelo prefeito. É a disputa do  intelectual quase meio milionário contra o quase sem instrução escolar milionário e meio. Não adiantou Henrique ter estudado. Faltou conhecer cada barranca, cada igarapé, cada pé de samaúma da floresta... por isso tem três vezes menos dinheiro do que Vagner.

Se a geração mais jovem me pedir conselhos como ficar milionário não terei dúvidas: se quiser estudar  ou ser um empreendedor vá em frente, porém o caminho mais gratificante é o de fazer o bem, ajudar aos mais necessitados, ter força para trabalhar, trabalhar, trabalhar, dia e noite, subindo e descendo as barrancas dos nossos rios,  ou fazer convencer que  umas tais 'forças ocultas ' não te deixam trabalhar.

Um carinha piedosa e voz chorosa de quatro em quatro anos, ajuda muito. Os irmãos levam uma vida dura, mas têm um coração mole. Ah, não esquecer de derrubar as varas verdes...

Só não sigam nunca _direi _ o meu caminho. Não ajudei a ninguém, por isso hoje sou um pobre e insignificante blogueiro, quase anônimo, amargo, politicamente inviável, a desconfiar da bondade alheia. Pudera, nunca tive passado e  nunca terei futuro. Faltou-me humildade. Teimoso, continuo estudando. Sou mesmo um asno que terá imensa dificuldade em passar no buraco da agulha dado o tamanho das orelhas.

Mas um asno livre, sem necessidade da comiseração alheia. Nunca deixarei de ser, também, um gauche na vida, sr. Drummond !

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$  

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

SOBRE O DEBATE II

A cidade do Trabalho e Cidadania parou para assistir ao debate entre os candidatos Vagner Sales e Henrique Afonso  transmitido ao vivo pela TV Juruá. Eu também.

Sentei-me à frente do aparelho de LED 55". Destronquei da antena de TV fechada e sintonizei na programação local. Almocei meia horas antes do início. Ouvidos atentos e olhos abertos para  a reação de cada candidato.

E começou. Vagner saiu na frente em termo de figurino, trajando blusa azul claro, meio esportiva e com o seu número de candidatura bem visível no peito. Já Henrique  usou uma camisa  com uma cor diferente do laranja de sua campanha e com um adesivo que  tornou ilegível o número para os que assistiam em casa. O melhor de tudo  foi que o púlpito escondeu a barriga proeminente de  ambos.

Incrível como Vagner se sentiu incomodado com a câmera, parecia tenso, não sorria, o tempo todo com olhar desconfiado. Coisa de quem estava na defensiva. Com razão: tinha mais possibilidade de ser vidraça do que a pedra.

Deve ser duro enfrentar um cara como o Henrique Afonso, que de tão esquisito e jururu , é daqueles raros casos de nome limpo na política. Onde bater ? 

Então caiu na esparrela de acusar o adversário de ser negligente em destinar verbas para Cruzeiro do Sul. "  22 milhões em dez anos ", atalhou Henrique, " e posso mostrar cada uma das obras feitas com elas e o você o que fez com 35 milhões de emendas que diz que recebeu ? "

Depois partiu para a questão do endereço do adversário, mostrando nervosamente uma cópia da declaração de bens na qual não constava a casa que o deputado comprara em Cruzeiro do Sul e  tascou: " Você pode ser processado pela justiça eleitoral, sabia ?"

Outra  bola fora ! Como eterno candidato a cargo político Vagner Sales tinha a obrigação de saber que os bens que devem constar no ato da inscrição da candidatura são os mesmos apresentados na declaração do impostos de renda do ano corrente. Se o cara comprou uma casa depois disto, se obrigará a declara-la no ano seguinte. 

A esta altura Vagner não conseguia disfarçar a sua síndrome da perna nervosa. "Água, água !!"  deve ter pedido ao assessor no intervalo.

E o Henrique Afonso não tirava o sorrisinho irônico do canto da boca.

No momento que entrou a questão do ramal da fazenda do prefeito, o câmera muito esperto focou em Vagner Sales. Pensei que ele ia ter um troço enquanto o Henrique dizia : "desviou o asfalto para beneficiar sua fazenda, esta é a verdade !"  

Um amigo  me ligou:  " Pô, estou decepcionado pensei que Vagner ia perder a paciência e danar a mão na cara do Henrique , aí o Nelson ia apartar e o pau cantava no estúdio, com o Chico Melo e o Neto Vitalino bolando no assoalho, enquanto o cinegrafista Dedi gritava : _ Qui'é   isso, negada ? aqui não,  lá fora, lá fora !! "

Explico : o meu amigo em questão é fã do lendário  'A Praça é Nossa'. Esquece que estamos em outros tempos, com o pessoal mais envelhecidos, mais pacientes e com algo a perder. E logo na frente do promotor   de justiça ?! Oras, também não estamos no vizinho município do Guajará/Am, onde até os mandins nadam se esporando por conta da política.

Se alguém me perguntar quem venceu o debate não me arrisco dizer. A torcida cegou meu senso crítico. Nem notei  as bobeiras do verde. Fatalmente eu puxaria o pequeno lençol para o meu lado, aliás como fiz até aqui. Os fãs da política vagneriana dirão que o mestre venceu. A massa do 43 discorda veemente. É só acompanhar a rede social facebook.

Os mais ardorosos seguidores do capitão Sales estão dizendo por aí que armaram-lhe uma arapuca. Que o cenário favoreceu ao candidato do PV. Bom, da próxima vez providencie um cenário imitando um barracão, tá certo jornalista Nelson ?

E tenho uma folha de caderno cheio de anotações sobre promessas de campanhas.

E tem muita gente já pedindo um segundo debate. Eita, que povo quer ver a lona do circo em chamas com  o macaco amarrado no mastro central !

Quem mandou inventar ? agora o pessoal viciou...

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog