sábado, 20 de agosto de 2011

DIRETO DO TÚNEL DO TEMPO: O POETA CRUZEIRENSE DE 1921

Por este sábado lendo o livro Trabalhadores da Floresta do Alto Juruá do professor cruzeirense Enock da Silva Pessoa, encarei um poema escrito em Cruzeiro do Sul no distante ano de 1921. Fora publicado na edição n.º 1 do histórico jornal O Rebate.

O poema foi escrito por Arthur Souza. É uma viagem de retorno. Deu-me vontade de conhecer Arthur Souza, artista das letras que fazia teatro e escrevia revistas na escola Hermes da Fonseca .

O poema é uma crítica social. Do tempo em que as vacas eram obrigadas a usar placas de identificação para poderem circular na cidade. Do tempo em que era proibido obrar dentro dos lagos. Do tempo em que se tomavam o pau dos pobres, só do pobres...

Li no blog do jornalista Leandro Altheman que o " o Juruá é enjoado". Agora lendo o poema acho que o juruaense sempre foi enjoado. Já se não engulia qualquer sapo e ficava-se calado. Foram-se o poeta e a escolinha, mas sua poesia e seu sarcasmo seguem pelos tempos. Algumas coisas mudaram. Outras nem tanto. Nasce de novo Arthur Souza !

A REFORMA
Autoria: Arthur Souza.

Já não serve a ferramenta - pois sim
Que do centro lhe mandaram - pois sim
Com a tirada da cerca - pois sim
Vão perder o que plantaram - É tudo assim.

Tira a cerca afasta a cerca
É o que  se ouve fallar
A cerca é enigma,
Díficil de decifrar.

Impostos e mais impostos
O conselho recomenda
Três vacas é vacaria
de três pra cima é fazenda.

Agora o mariscador
É coisa que bem não soa
Além de seus instrumentos
leva um vaso na canoa.

No lago o mariscador
Não pode fazer à toa
quem quiser fazer sem susto
Faça dentro da canoa.

Sobe imposto desce imposto
É bem grande o movimento
Assim fazendo o Conselho
Deu um tiro no orçamento.

A máchina de seu Pedreira
Muito arroz tem descascado
E o moinho de fubá
Não deu nenhum resultado.

Um terçado e um machado
Quem quiser ter coisas taes
Tem que deixar na Intendência
As impressões digitaes.

Nas vias públicas das vacas
A Intendência recomenda
Para regular o trânsito
Embora ninguém entenda.

Leite em garrafa branca
Podem vender à vontade
Sendo preta a hygiene
Quebra qualquer quantidade.

O delegado da hygiene
Tem pintado a saracura
Não consente mais venderem
Leite em garrafa escura.

Na escola de costura
Foi agora autorizado
As alunnas costuram roupas
Para os sentenciados.

Brevemente vamos ter
Um jornal independente
Que se diz dezarrolhado
Pra meter o pau na gente.

Quem tiver seu pau se cuide
Esconda muito ligeiro
Que os soldados já tomaram
O pau do velho Carneiro.

Nada melhor neste mundo
Do que a gente ser chefão
Não tem medo da polícia
Pode andar com o pau na mão.

( páginas 258 a 260 )

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

O MERCADO DESERTO E MINHAS LENDAS



Era um mercado muito esquisito / entregue às baratas e aos mosquitos
Não tinha parede, era pra ser rosa mas tava pintado de azul/
 Não tinha nada e tava no centro de Cruzeiro do Sul

Fosse eu um poeta e/ou  fizesse sucesso com música infantil começaria ela assim, para falar de uma construção no mínimo esquisita.

A imagem acima é de um suposto mercado municipal , idealizado e iniciado ainda na administração anterior e que o gestor atual faz a proeza de não conseguir por para funcionar até presente data. Aí já se vão quase 08 anos...

É um mercado sem nenhuma divisória, sem parede e _  por lógica _ nenhuma porta, com quatro estranhas espécie de "guaritas" que até hoje estão vazias.

O mercado está bem iluminado à noite para ninguém. Ainda bem quem paga a conta de luz é um tal contribuinte. Ufa ! Menos mal que não sai do meu bolso e nem do seu leitor. Problema do contribuinte.

Mas, o mercado não é de todo inútil. Como está localizado na esquina da rua Floriano Peixoto com a Siqueira Campos, serve de atalho para os transeuntes. Aliás , eis o bom nome para quando da inauguração da majestosa  construção : "Mercado do Corta Camin". Pelo menos já é assim que o povo está chamando. O  nome  popular é um de apelo semântico insuperável.  

Por falar em localização o mercado foi construído no local onde seria a continuação da praça Rodrigues Alves. Pelo menos foi assim idealizado pelo fundador da cidade , Marechal Thaumaturgo de Azevedo quando projetou as ruas da futura urbe.

Ele entendia que o igarapé do Telégrafo/ Rodrigues Alves deveria ser canalizado e ao longo construída uma praça. A praça idealizada começaria na confluência do referido igarapé com o igarapé Boulevard no centro da cidade e se estenderia até o futuro bairro do Telégrafo.

Isto no início do século anterior. Thaumaturgo tinha título de militar, mas não era de barrancas. . Era oficial do exército e formado em direito e matemática. Nada disso adiantaria se não tivesse visão de futuro e compromisso com suas responsabilidades. Não foi como os broncos que o antecederam. Frágeis Arremedos.

Por ironia, um dos seus antecessores mais obtusos, Oleir Cameli, quase um século depois, foi o único a iniciar o projeto do marechal e fez a praça até a rua Djalma Dutra, mudando a cara do centro de Cruzeiro do Sul. Dá-lhe "sêo" Orleir !!

Depois dele, seguindo o curso do igarapé, o prefeito Aluízio Bezerra, com toda sua sapiência internacional construiu uma aberração a qual chamou de " Terminal Urbano ". Na verdade um pardieiro. Sua esposa, a "primeira mulher prefeita em 100 anos de história " que pintou até as linhas do gramado do estádio " O Cruzeirão " de rosa, também deu sua contribuição: A maravilha vista na foto da postagem.


Mas deixemos de lendas. O fato é que é essa majestosa belezoca ainda não foi inaugurada. Só pintada de azul. Deve Aquele Lá está aguardando a próxima eleição, ou será que não ?

O Amável Senhor não compareceu à inauguração da ponte porque "não foi convidado". Também não o fui, mas compareci. Será que está aguardando um convite para inaugurar esse troço aí ? Ô Senhora do Destino, manda um convite pro cara, pô !

Costuma-se dizer que Cruzeiro do Sul é a cidade do " Já teve" . Sou obrigado a concordar. Cruzeiro do Sul já teve até prefeito de verdade : Gregório Thaumaturgo de Azevedo.

Nasce  de novo marechal e nos livrai de tamanha pasmaceira e visões tacanhas ! Já há por aqui um novo Dyonísio ...
  

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

DEPUTADO, BANANA, MERCADO, INVESTIDORES INTERGALÁTICOS

IMAGEM  E LEGENDA: AC24HORAS.COM - SIMPLESMENTE

Esta maravilha de caca eu já havia compartilhado com os poucos, quase nenhum., dos amigos do "face". Acho justo mostrá-la também aos bilhões de seres vorazes que visitam diariamente este  blog, o Centro Maior das Discussões Políticas, Filosóficas, Econômicas e Sexuais do Juruá, quiçá do universo.

Aos amigos  do planeta BigBG8Y: Sei que no planeta de vocês tem uma máxima que diz que a primeira impressão é a que fica. Porém, acreditem em mim. Não somos assim. Deixamos de ser mais uma "republiqueta das bananas" há tempos.

Tudo não passa de um mau-entendido. Coisas passíveis de nosso idioma, no qual uma palavra não significa o que quer dizer. Veja o meu exemplo, usei "mau" no lugar de "mal". Sei o que é bem, sei o que é bom. Serei chamado de pseudoalgumacoisa, pedante e idiota sem direito de ver o sol redondo. Tudo porque um tal dicionário assim não explica.

Então, banana é banana e mercado às vezes é sobrenome, vice-versa, ou não. Complicado ?

Deixemos para lá. Lembrem-se que "lá" aqui quer dizer nada. O importante de tudo é que o deputado foi ao mercado e comeu a banana. Não houve nada demais a não ser o fato de o deputado comer uma banana e ele ser "bom de boca". Justo. Para  comer uma banana não se precisa de bons dentes, basta ser bom de boca , banguela ou não. 

Um espirituoso amigo, jornalista ranzinza , disse que jamais publicaria tal coisa. Não é notícia. Segundo ele, notícia seria se o deputado  comesse o mercado e sem banana no meio.

Por isso que adoro o tal AC24HORAS.COM. Brinca com as coisas e nos brinda com estas maravilhas

E por falar em brincar de fazer algo útil, será que tem vaga de free-lance para mim no portal ? Estou cansado de NÃO escrever coisa com coisa e não ganhar por isso.

Mais uma vez aos amigos do planeta BigBG8Y  _  povo de * Manuel Piau _   que querem investir aqui, Guajará e Santa Luzia : Não confundam " coisa com coisa' com ato sexual. O AC24HORAS é portal de família.

Então recapitulando: Banana é banana. Deputado também come banana. Jornalista também divulga para o bem geral que deputado come banana, mas o mercado, não o de Rio Branco, o financeiro, não sofrerá alteração por isso.

E o AC24HORAS.COM não faz jornalismo. Faz site. Tal qual este blog inútil. Por que eles ganham grana para brincar e eu não ? Invistam em mim, senhores do espaço ! 

terça-feira, 16 de agosto de 2011

RIO DE FOGO LADEIRA ABAIXO - REMEMBER

Não sou católico, mas dona Celi, sim. Como não sou eu quem mando em casa e " família unida permanece unida", acompanhei-a na procissão, junto com nossas duas filhas. Tinha ela  uma promessa para pagar à sua devoção.

Sobre a procissão e o novenário, requento uma postagem de 16 de agosto de 2010 sobre o assunto. Republico, então, sem tirar uma virgula, mesmo que  separe sujeito e predicado. O sentimento é o mesmo, não há o que acrescentar.

RIO DE FOGO LADEIRA ABAIXO


Alguns noticiaram que este ano o novenário em honra à Nossa Senhora da Glória teve um decréscimo de visitante.Abstraíram ser o motivo a concorrência com  o Festival do Açai realizado em Feijó, que encerrou-se na mesma data da procissão,  dia 15 de agosto.

Discordo dessa percepção. Primeiro porque as missas na catedral continuaram com ótimo público e em se tratando da procissão, eu que já participo da caminhada há mais de 10 anos, ininterruptamente, confesso que não vi essa diminuição do número de caminhante. Pelo contrário, a percepção foi de que o número está  cada vez maior.

Segundo, porque as festas do Novenário e a do Açaí não são concorrentes. Uma é religiosa e outra pagã. Em uma a finalidade é espiritual. Na outra é a diversão carnal que fala mais alto. " Uma pela fé, a outra por mulher", como  diz o serelepe Crazebeque.

O fato de a Igreja, de forma acertada - e tardia, ter repelido a venda de bebidas alcoólicas no espaço destinado aos comerciantes arrefeceu o ânimo de alguns. Porém, quem gosta de organização, segurança e bem-estar adorou a decisão eclesiástica. E posso garantir que  a maioria dos cruzeirenses, católicos ou não,  está satisfeita.  Não toma o Bispo essa posição e logo a festa religiosa em homenagem à Santa Padroeira estaria se confundido com a festa do vinho ao deus Baco.

A tendência daqui por diante será de as famílias ocuparem esses espaços, outrora dos barulhentos pinguços que sequer sabiam onde ficava a Catedral. Essa multidão preste a cometer todo o tipo de transgressão social  não faz falta ao novenário. Façam bom uso do vil metal, para envenenarem seus corpos e vidas em outro local. Opções não faltam. Existem bares aos montes nesta terra dos Náuas para quem tem a "ebriobol" como esporte suar o uniforme levantando os copos.

Não sou católico mas adoro a procissão. Por quê ? Porque é sem dúvida a festa mais cruzeirense de todas, ou a única.. Não existem propagandas e nem marketing oficial. Quem convida é a tradição e esta é o norte. O povo é que ordeiramente a organiza, no mais completo improviso. Ninguém,  homem nenhum se beneficia politicamente da procissão. Este é sem dúvida o dia que mais sinto orgulho do povo cruzeirense. É vã filosofia e inútil esforço querer sobressai-se nesta multidão sem guia terreno.

Calcinha Preta é uma atração, sem dúvidas , mas não conseguirá jamais suplantar o andar pausado e imponente desse povo descendo a ladeira do Morro da Glória, como um rio de fogo, visão provocada pela velas acesas e levantadas, orgulhosamente, há quase 100 anos. Este para conosco é o show. É emocionante. E nem é preciso ser católico para sentir o arrepiar. Basta ter Deus no coração, ser tolerante com a fé alheia e acima de tudo  gostar de verdade de Cruzeiro do Sul. " [...] Glória,Glória Maria, Mãe padroeira de Cruzeiro do Sul [...]".



domingo, 14 de agosto de 2011

AFÉ MARIA !!

foto: Site da profunda profícua AC24horas.com



Aprende-se que o mundo é das imagens, mas nossa civilização ainda é das letras. O que seria de uma imagem, sem uma legenda como ancoragem ?

Daria meu prepúcio, a glande não, pela oportunidade de ver este senhor em destaque rosa - ou seria salmão  ? -  falando sobre " a nova crise global ".

Na crise anterior a marolinha não chegou nem em Brasília. No Juruá, não chega mais nem a friagem. Crise ? Recessão ? Desemprego ? Miséria ? Não sabemos o que é isto aqui. Na maior parte do ano o preço do tomate chega a R$ 9,00. Nosso milheiro de tijolos, com o barro caindo dos morros em cima das olarias, é o mais caro país.

Ainda assim, nosso representante municipal maior entende da crise global, graças uma manchete cuidadosamente gratificante. Não escrevi gratificada. Se alguém quiser pensar assim que pense. Ninguém é processado por pensar. Censura-se letras e palavras, pensamentos jamais.

Estamos em meio de uma festividade  religiosa, a maior da região, do estado. Estamos abrigando vários políticos para todos os gostos e cores. Temos aqui, agora, 22 prefeitos juntos. É muito pecado num só lugar. Espero que Deus não tenha nos esquecido ou seus anjos tenham aproveitado a estrada aberta para irem embora.

Não professo a fé católica, fevorosamente defendo quem a professa. Ou qualquer outro credo. Ninguém tem fé à toa. A não ser, claro, a fé nos políticos milagrosos e pais de todos, " que conhece cada barranco desses rios".

A mesa na foto está enfeitada de azul. Nos últimos três anos, nós os cruzeirenses,  não vimos nada pintado de azul por aqui. Concluo então que deva ser uma  homenagem ao manto da padroeira de nossa cidadela.

Não sou católico, mas peço à Santa Mãe que nos livre dos maus políticos, mande-os embora, por aqui já bastam os nossos. Peço vergonha, não para eles, para mim que perdi a fé  por causa dos homens.

Pedirei um coração. Não para mim. Para eles. Nos livres da gana dos investidores e nos traga uma friagem de quando em vez .

E quanto ao Ac24horas ? Se fosse extinto seria ótimo. Mas a Santa tem mais o que fazer do que preocupar-se com coisa tão inútil. Já bastam os 22 prefeitos...
Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog