domingo, 21 de outubro de 2012

COLUNA DE DOMINGO 21 10 2012

A pedidos
estou retornando minha coluneta dominical, sem amor, ódio ou paixão. Gozar é sempre bom quando saúde se tem.

Não perdi nada 
Com a reeleição do tal. Minha família não tem empresa para prestar serviços ao poder público, tampouco visava a cargos qualquer que seja. Na mesma toada continuo.

Mais uma vez
Ele é prefeito da minoria. É o que disseram os votos. E diferente do que alguns acham não vejo nem um mérito pessoal do tal  nesta vitória. Faltou foi a verdadeira vontade vencer dos seus opositores.

Corrigindo
Houve foi mesmo uma grande má vontade. Parece, às vezes, jogo de cartas marcadas. O Mestre morto politicamente estava dentro da cidade. Morto continua. Perder para um zumbi é areia nas entranhas.

Cadê
O aporte ? Faltou o aporte de uma lado, sobrou para o outro nos últimos dois dias. Estranho, muito estranho.... parece coisa de teste para a próxima, né não ?

E também a pedidos
Morre a partir de janeiro próximo, a Cidadania e Trabalho, nasce por aqui,  no Jurubeba, a maravilhosa Vagnópolis. Já está  pronto o projeto para ir ao poder legislativo e ser aprovado com louvor.

Conspiração cósmica.
Lembrem-se que a este é o último ano de uma era.

Não percam 
Estou aguardando tempo para contar a história de um candidato que ganhou a eleição por conta de uma Vagina. Foi no começo da década de 90. Como diz aquele personagem: é fato 'venérico' !

Quem me contou ?
Como dizem as personagens do Jorge Amado : " Contar, poder posso é nunca"

Não adianta
Se iludir com o poder legislativo. Quanto  maior a esperança pior a decepção. Não boto fé. 

Renovação ?
De quê ? maior teve a anterior e deu no que deu. Quando se vai aprender por aqui que mais importante que pedras é o tabuleiro, na política ?

Sangue novo
Já corrompido. Teve candidato eleito que recebeu generoso apoio financeiro de empreiteiro e ex-vereador. Alguém em sã consciência acredita na boa-fé e que não haja interesse maior por trás destes aportes ?

By the way
como dizem os americanos. O Igarapé Preto está com os dias contados. A cidade crescendo para lá e a ninguém  nem sabe o que é ou para que serve um plano diretor.
  
Qual é mesmo a categoria 
do Jurubeba, perguntou um leitor. Bom, por aqui, mesmo que às avessas e pobremente, falo de tudo. Menos de Filosofia que é coisa para povo sabichão e que escreve bonito e reto. Eu 'bambeio' por demais nas palavras, se é que você me entende. Também não me saem dos dedos palavras lindas que elevam a vida dos leitores do tipo: " Quão maravilhosa é a vida quando se ama a ver o belo amanhecer..".

Se é para rotular
classifico como o da Inutilidade. Papo de pilhéria e espaço lúdico.

Agora 
Já me vou para Ipapeconha revirar minha canastra e achar velhas fotos que me causam surpresa por vê-las novamente, mas de um ângulo que só o passar do tempo pode propiciar.

E para finalizar 
" Cordélia _ Há de o tempo desvendar o que hoje esconde a discreta hipocrisia." ( Shakespeare, O Rei Lear, Ato I).

Bom domingo !



Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog