sábado, 31 de março de 2012

HOJE DE ALMA ACREANA NA MÃO




Cansado desta patusca sobre polítiqueiras  já me preparava para curtir meu final de semana na calmaria de minha Ipapeconha, quando o carteiro chegou e o meu nome gritou com um pacote nas mãos _  hoje,  entrega-se tudo, menos cartas.

Deixemos de frescuragens !

Na verdade os Correios entregaram já faz dois dias. Só hoje é que aqui em casa lembraram de me passar a bola.

Fiquei muito satisfeito em receber o livro por camaradagem do seu autor, o tarauacaense do seringal Sumaré,  Isaac Melo, que escreve o blog ALMA ACREANA , direto de Belo Horizonte/ MG.

Irei ler, com calma, deitado em minha rede à margem de qualquer igarapé que banha Ipapeconha para melhor ouvir "o estalar do papel no toque dos dedos (p.7)".

Ainda assim, já adiantei a leitura do capítulo que narra um pouco sobre a história do alagoano Craveiro Costa, que marcou presença aqui em Cruzeiro do Sul, notadamente na área educacional.

Aí já começou  bater a curiosidade : onde se localizava, na cidade, o Liceu "Afonso Pena" do qual o autonomista Craveiro Costa foi nomeado diretor em 1907 ?     

E em qual morro da cidade ( seria o da Glória ? ) o professor, literato e jornalista morou durante muitos anos ?

A cada vez que tomo conhecimento sobre os principais personagens dos primórdios da civilização nacional aqui no Juruá, percebo o quanto eram intrigantes.

Eu não procuro herois. À teia do social e do histórico ninguém escapa ileso, se for homem humano. Não devemos julgá-los pela ótica de nosso tempo. Eles foram gente com pecados e acertos lá no seu tempo e espaço.

De alguns, os bons feitos ficaram. 

Entretanto, uma coisa eu estou comprovando cada vez mais:  já fomos melhores em termos de qualidade em nossos dirigentes políticos e intelectuais.

Hodierno, as antas  prevalecem por aqui e estão cada vez mais abastardas. E seus maiores feitos ? A iniquidade consciente  !

Mas deixemos essas tranqueiras pra lá. Cansei.

Ipapeconha, meu paraíso, aí vou eu !

E quanto a você meu caro Isaac, se o seu livro "é singelo e simples como a água do nosso Juruá", deve como tal ser caudaloso a nos levar a conhecer um pouco dessa Alma Acreana dividida em cada curva de nossos rios , meandros.

Aí a gente vai juntando, vai.

Obrigado pelo fraterno. Saiba que é reciproco. 



sexta-feira, 30 de março de 2012

IPAPECONHA MINHA TERRA SEM PETRALHAS E MAIS AMORES

VIA "INSTERNETICA" 



LEIAM AQUI " O CRIME NO PODER".  Vejam como fizeram e fazem no estado de Goiás os partidos que se autoproclamaram salvadores da ética.

E acreditem a Veja não viu !

A casa continua ruindo...

E se for mesmo escavacarem vai se descobrir que a última da carmelitas descalças, andava assim para disfarçar a muamba que carregava dentro da bolsa de luxo. 

Eu deveria está alegre e satisfeito como já dizia Raulzito em sua  " Ouro de tolo ". Afinal,  comprova -se  a farsa que eu sempre falava  aos conhecidos na hora do lanche.

-" Cê tá é louco com essa sua teoria caótica", me criticavam na presença. Na minha ausência nem posso imaginar do que me classificavam.  

Como um pessimista irrecuperável eu detesto ter razão.

Estamos ferrado com essa nossa política !

Os caçadores dos lobos são lobisomens.

É triste saber  que um cara da qualidade do  senador Demóstenes Torres (DEM/GO) seja um petralha ! (agora sim sei o que é um, veja no post anterior).

" Eu deveria está feliz por ter conseguido tudo que quis mas confesso abestalhado que estou decepcionado"

No caso dele eu errei no lance. Colocava-o entre as raridades da decência na política. Um seleto grupinho, como grãos de areia alva no mar sem fim da sujeira.

O mal pra mim  _ diferente do que falam e brandam os éticos fora do poder _ atravessa a fronteira dos partidos. Não existe mais esse ou aquele.

Aliás, partidos no Brasil, na concepção real do termo, não existem mais ! 

Há  'balaios de interesses'. 

Você vale o tanto de votos e dinheiro que pode trazer à legenda e não por seu caráter. Falo da regra geral.

Pobre de quem ainda se ilude com questão de ideologias. Diferente do que dizia Cazuza não precisamos mais delas para viver.

Ainda tem sonhadores que acreditam que a tal reforma política vai mudar o cenário.

A estes sinto dizer que não adianta mudar só a regra do jogo, tem-se que mudar de jogadores, pelo menos a maioria, e até de pagadores de ingresso.   

É meu velho Rui Barbosa, sabe as nulidades ? Cada  dia mais elas se agigantam e se espalham pelos mais de cinco mil municípios país à dentro. 

E sabe a porta, velho José ? Ela já se fechou e a noite chegou.

E eu que não tenho dinheiro para ir a Pasárgada ?

Me recolherei em minha humilde Ipapeconha , lá não serei amigo do  rei porque ele serei eu.

Olharei as estrelas à noite, quem sabe ache uma cuja  luz ainda não se apagou.



quinta-feira, 29 de março de 2012

UFA ! NÃO SOU UM PETRALHA OU OBRIGADO DICIONÁRIO SACCONI


sacconi



No ultimo post em um comentário - na verdade o único, o que comprova o sucesso do blog dos milhões _ um anônimo me chamou de 'petralha'

Nunca entendi o sentido deste neologismo ridículo.

Quem são os tais petralhas? O que fazem ? Qual o critério usado  para xingar alguém com essa palavra oca e sem sentido ?

Solícito, um amigo  me encaminhou via e-mail o significado do termo, que segundo ele apareceu na nova versão do " Grande Dicionário Sacconi da Língua Portuguesa" organizado por Luiz Antônio Sacconi, Editora Nova Geração. 

Ele disse que copiou do blog do jornalista de Veja, o Tucano Reinado Azevedo, aquele que não sabe a diferença entre macaco e símio. O crédito está dado, então. 

Eis aí:
Ufa ! Pela definição do verbete acima exposto eu não sou um petralha. Estou longe de ser. A começar pelo fato que eu não defendo ninguém. Nem a mim mesmo.

Cínico já o fui algumas vezes, mas só no amor e no meu no tempo de solteiro. Fui convencido por um colega mais experiente no assunto que a maioria das mulheres gostam de homens assim.

Depois com o tempo reformulei e descobri que elas não gostam nem tanto dos canalhas, como também dos picolés de chuchu. O negócio mesmo é ser meio termo, apimentado. Nem lá, nem cá.

O resto dos adjetivos citados é tudo  o que mais abomino na vida...

Tá bom, confesso que alguma vez também já fui 'nojento e asqueroso' quando no meu tempo de colegial soltava uns 'pum' silenciosos e venenosos na sala de aula. Pô, mas quem já não fez isso após comer farofa de ovos com cebola ? 

Era a forma pacífica de mostrar minha revolta contra o sistema opressor que queria mandar até no meu corpo. Onde se viu, controlar até a hora que você pode peidar ?

Mas até essa época  revolucionária já passou. Agora, maduro, sou um tremendo conservador que nunca mais soltou pum na vida. Abandonei os ovos com cebola. 

Não, não caro anônimo. Não me encaixo no perfil dos 'petralhas'.

Agora vejamos alguns outras características ou sinônimos citados no corpo da explicação:

'chantagear', 'corromper', ' posam de gente honesta e defensores intransigentes da ética', 'jornalista'[...],' jornaleco'[...].

Agora veja o que descobriu o jornalista LUIS NASSIF(leia aqui).  E agora quem é mesmo 'petralha'? Quem escreveu foi ele, eu não tenho nada a ver com isso.

Continuemos pois...

' a agressividade petralha'. Não é nem preciso dizer como alguns  colunistas da Veja, entre eles o tal Reinado Azevedo, tratam seus desafetos políticos.

Aqui mesmo no Acre se vê pretensos justiceiros e blogueiros, agressivos, atacando a imagem das pessoas pelo simples fato de não concordarem com a escolha religiosa, a ideologia política que seguem ou mesmo a origem do sujeito. Querem, claro, imitar seus mestres da chamada 'cruzada contra uns tais esquerdopatas' _ será que isso também tem no dicionário ?

Por fim, observa-se que de forma decente o organizador do dicionário em momento algum liga, a priori, o termo a um partido ou ideologia politica, seja de esquerda , seja de direita.

No final ainda tem cuidado de dizer que é " em referência ao simpatizante DESONESTO, ALOPRADO OU INESCRUPULOSO do PT". Não diz, TODOS. Ele está falando da origem do termo (PT + Metralha que o jornalista de Veja, odiosamente, juntou ). 

E eu nem sou do PT, apesar de ter muitos amigos que pertencem àquela sigla, como tenho em vários outros partidos. Gente boa, decente, como também ruim tem em todo canto.

Ideologia política nem tenho mais. Até isso já ficou no tempo.

Portanto, anônimo, continue a me chamar de "semialfabetizado que deveria deixar de escrever besteiras neste blog". É mais decente. Quem sabe um dia te atendo.

E Petralha ? Bom, deixe para falar isso quando estiveres em frente ao espelho.

__________________________________________________________

P/s: achei  enfim o post do cara da Veja a que meu amigo referiu. AQUI 

* A imagem do dicionário acima também pesquei da postagem supracitada no link.

terça-feira, 27 de março de 2012

QUEM TE VIU QUE NUNCA MAIS TE 'VEJA' ASSIM TÃO SÓRDIDA

Achou-se o elo perdido !

Não, não é o fóssil de transição que comprova em definitivo a ligação evolutiva entre os seres vivos, sonho de todos os paleontólogos.

É só uma caveira que comprova em definitivo a ligação da imprensa golpista, criminosos  e setores políticos ávidos pelo  poder.

A imprensa golpista ( por enquanto) é a 'Veja', o criminoso é o Carlinhos Cachoeira. Os partidos ? 'divinha ? 'divinha ?

Isto mesmo, os paladinos da moralidade dos últimos anos : DEM e PSDB.
____________________________________________________
P/S: Não, não sejamos injustos. Não são os partidos. Elementos desses partidos. Não cometeremos aqui a mesma  irresponsabilidade da tal revista que chama a todos aqueles, sem distinção, que não comungam da sua ideologia, de "Ptralhas" ou coisa que o valha.  
____________________________________________________
Para saber  mais sobre o assunto LEIA AQUI.

Depois deste achado muita gente não ver a hora da revista 'Veja' ser extinta, já que caiu sua máscara de revista caçadora de corruptos, sendo ela mesma uma corruptora.

Penso justamente ao contrário. Que ela continue existindo e fazendo o seu papel ridículo de imprensa canalha. Até porque ela não mente, só conta meias-verdades. 

Que milhares de Zé-Manés, como eu fazia até pouco tempo, continue lendo e tendo a tal revista como a única fonte da verdade absoluta, como o exemplo da " imprensa livre".

Que ela continue a provar que nossa imprensa (com raríssimas exceções) continua sendo  patética e áulica tanto de um lado como de outro.

Porque  a tal 'Veja' não mais conseguirá, doravante, esconder, que existe a guerra suja no sentido de desbancar um esquema criminoso para que outro lesa-pátria assuma o seu lugar. O bem-comum, a democracia, a ética e a população em geral que se danem.

E ao contrário do que afirmam os seus detratores quando dizem que 'só serve mesmo é para limpar a bunda', não serve nem para isso, já que pode causar câncer no frangido tamanho a quantidade de sujeira impregnada nas páginas.

Que ela continue existindo e agindo de forma espúria para que ninguém esqueça da parte podre da imprensa chantagista que descobre o que realmente interessa ao país, mas que só mostra uma parte. A outra guarda como uma ameaça velada.

Encobre os podres de seus meninos e jogam o nome de seus desafetos _ que fique bem claro, não são nada  inocente _ na lama, até que  caiam do cargo.

Depois disso caem no esquecimento. Os pecados são perdoados. Naquela vacância  assumem integrantes da máfia. Aí o silêncio é total, ou são usadas meias palavras e imagem sem nitidez.

Não quero que acabe porque ela, infelizmente, não é única a usar deste expediente. O seu caso só é emblemático pelo poder de convencimento que obteve junto a setores considerados ' intelectuais e críticos acima da média de semialfabetizados que formam a massa brasileira que adora um tal "apedeuta" e seus séquitos. Isto na concepção deles.

Ora, ora, o burro que usa óculos de tanto queimar as pestanas em ler o que só lhe interessa continua sendo um jegue que relincha pronunciando os 's' do plural.

Ou  então é um verdadeiro canalha e já sabia da verdade e pouco se importa. O que o apetece é poder.

Que ela sirva de escárnio !

" Deu na Veja ?" Não dá para confiar. E eu nunca dei.

domingo, 25 de março de 2012

PIAU E SUA LEITURA MENTAL I

MANUEL PIAU * EM :

LEITURA MENTAL PARTE I _ DISCUTINDO O QUE REALMENTE IMPORTA AO ACRE NA TV.


_________________________________________________
* Piau é um alienígena alienado metido a entendedor de meias palavras de duplo sentido.

** A imagem é do site " sem um pingo de importância", AC24horas.com.

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog