quarta-feira, 19 de maio de 2010

Otoridades, saiam às ruas !!

Lembrei-me de uma lição de filosofia que tive ainda no ensino médio.Tratava-se do lendário encontro entre o conquistador macedônico Alexandre, O Grande e do sábio grego Diógenes, O Cínico.Este encontro tem muitas versões.

A que eu ouvi, dizia que Alexandre ao conquistar Atenas, soube da existência de um sábio, que vestia-se em trapos e que morava na rua.Segundo alguns, vivia em um barril.E nada tinha a ver com o personagem mexicano Chaves.O conquistador macedônico ficou sabendo que este  sábio estava a procura de um homem verdadeiramente livre que vivesse inteiramente para si mesmo.

Intrigado, Alexandre ordenou ao capitão de seu exercito que encontrasse o tal sábio, e lhe convidasse a vir ao seu palácio com toda pompa e respeito. Ao receber o convite , o sábio recusou prontamente dizendo: " _ Se é ele quem me procura, então que venha até aqui.A distancia entre o meu barril e o palácio é a mesma  , só que com sentido inverso".

Ao saber da recusa, Alexandre não se fez de rogado, saiu de seu palácio e foi ao encontro de Diógenes.Ao encontrá-lo vestido em trapos e deitado no chão sujo, foi logo dizendo: -" Homem simplório, eu sou Alexandre, O Grande, diga-me do que precisas e eu te darei.Posso te dar ouro,palácios,mulheres e poder...

Diógenes permaneceu deitado,levantou a cabeça e disse "_Senhor, apenas não tires de mim o que não podes me dar. Por favor, saia da frente do meu sol !". Alexandre ,que massacrou poderosos exércitos mundo a fora, poderia perfeitamente decapitar aquele insolente mendigo, um insignificante .

Mas, o macedônico , não era Grande a troco de nada. Reconheceu ali um igual .Retirou-se com seu exército e levou consigo a profunda lição que recebeu de seu interlocutor.Recordando dessa prosa ,penso que algumas autoridades em nossa cidade deveriam sair de seus refrigerados castelos e ir até o povo.

Talvez assim, não tomassem medidas unilaterais que tiram da população, mais necessitada , justamente o que não podem prover. Infelizmente ,ao que parece, poucos poderosos têm a grandeza de Alexandre.É mais cômodo mandar decapitar o mendigo sem precisar sair do castelo.Aqui_ainda_ o sol não nasce para todos.

Um comentário:

  1. Que bacana.Tenhamos então um pouco de Diógenes em nossas convicções.

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog