quinta-feira, 11 de agosto de 2011

NOVENÁRIO, PEDOFILIA E MEUS SAIS




Ao ver faixas como estas espalhadas pela cidade fico feliz e desconsertado. 

Feliz, porque vejo a preocupação da igreja com coisas que realmente agridem a vida. O combate ao turismo sexual (de menores ) e abuso de criança devem ser pautas sempre em qualquer instituição que  se preze e preze a dignidade  , pois é um acinte à colectividade e aos incapazes de se defenderem.

Bem diferente da questão da homossexualidade, na qual se _ eu disse "se" _  um indivíduo está fazendo o mal, só está prejudicando a si e a mais ninguém ou  nada, a não ser, claro, o falso moralismo. Essa questão de ser gay ou não é de fórum intimo e ponham intimo nisto.

Porém, se a igreja não pode caçar mais bruxas, defendo o direito de que expresse a opinião contrária ao assunto sem que seja também perseguida por isso. Ninguém deve ser obrigado a aceitar a homossexualidade como coisa normal .Eu não aceito, mas respeito. É assim a democracia.

Desconsertado fiquei, porque quem confeccionou a faixa está de brincadeira. Se cristão "conciente" denuncia o crime, imaginemos o conSciente o que não é capaz de fazer !

E na pressa lascaram um acento em pedofilia . Ou confundiram-se com pedófilo(a) ? Quem está com pressa não se interessa por questão de estilo. Alguns olhos desocupados, sim.

Por sorte Deus perdoa os erros e aos humanos. O que vale no fim é a intenção de ajudar a sociedade. É válido. Então nada de dizer que " de boa intenção o inferno está cheio ". A não ser que o inferno seja uma ONG mal intencionada.

A faixa condenando a pedofilia e aí me fecham : " A Virgem da Glória ama os pequeninos ". Que esculhambação é esta ?


Nem tudo, porém, está perdido. Vamos consertar ou bagunçar de vez. Sigamos. 

" Pedofilia (sem acento) é crime ". Onde está o erro ? Simples. Pedofilia não é crime. Pedófilo é quem gosta , quem ama as crianças como pais, as mães,  avós...e qualquer pessoa de bom coração. O sentido original do adjetivo ( do grego pedo ( criança) + filia (afeição) foi distorcido pela parte da imprensa que desinforma e todo mundo está indo na pilha.

Para a lei, criminoso é quem comete crime de abuso sexual de criança, qualificado como estupro, atentado violento ao pudor e agravado pela presunção de violência. Não perca, portanto, seu precioso tempo ligando para o "disk 100" para falar de pedofilia. Denuncie o abuso sexual e exija para que cortem  o membro do desgraçado que tem a coragem de ser tão hediondo.

Agora sim esclarecidos, podemos dizer sem medo de queimar no mármore do inferno que a Virgem da Glória  ama os pequeninos.

Não recomendo, entretanto, alguém sair por aí batendo no peito e se dizendo um pedófilo. Até se explicar já têm  atiçado-lhe a mão nos beiços . Neste caso sugiro diferente do que diz a faixa :  fique calado e conserve os dentes.

8 comentários:

  1. concordo em munero, generendo e graus, blz,kkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Entendo sua indignação, prezado Jurubeba. Também fico absolutamente desconcertado (com "C") quando pseudointelectuais soberbos e pedantes como você danam-se a grafar "conciência", "pedófilia" ou "desconsertado".

    O sujo falando do mal lavado.
    Meia dúzia por seis.
    O menos analfabeto corrigindo o mais analfabeto.
    O jumento fazendo galhofa do burro.

    Saudade de quando os idiotas eram só idiotas e não pretendiam nada além.

    Chamem o tal do "Manuel Piau".

    Tsc tsc tsc

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pela colaboração, prezado anônimo, mas o meu adjetivo com "s" está dentro do que quero expressar que é o desordenamento das "ideias", posto fora de funcionamento,no figurado e não no sentido literal de pertubação ou descomposto que no caso seria com o seu "c" (+ u ). Tudo dentro da legalidade.

    E como esse caralho de blog é meu, uso no sentido que EU bem entender e não como VOCÊ quer entender. Para seu desgosto nossa língua me permite.

    Quanto ao fato de ser "pseudointelectual soberbo e pedante", eu posso, afinal sou um semialfabetizado, uma bactéria sem títulos, portanto, sem compromissos com a qualidade.

    Gozar eu também posso. Desde quando não é dado ao jumento o direito de gozar, de procriar ? VOCÊ inventou esta regra ? E se na outra encarnação, se houver, VOCÊ nascer um jumento, senhor burro ?

    O senhor tem razão de como era bom "quando os idiotas eram só idiotas e não pretendiam nada além ". Por isso não quero ser mais do que um blogueiro sem cultura. Aproveite e use sua filosofia de vida em uso próprio. Você também merece.

    Eu e você, covarde anônimo, somos "meia dúzia por seis "


    E mais uma vez obrigado por seus olhos desocupados lendo e lendo minhas linhas atrás de "s", "c', "ç"

    Viu ? Nem foi preciso chamar o Manuel Piau.

    Tsc tsc tsc

    ResponderExcluir
  4. Por nada, senhor Jurubeba. Disponha sempre. Mas só pra ser mais chato, você se esforçou em vão.

    Admita o erro, não é feio. Bem-aventurados aqueles que reconhecem suas faltas.

    Seu "desconserto" não quer dizer "desordenamento de ideias" coisa nenhuma. Até porque não é isso que significa também. Desconserto é como antônimo de conserto.

    Exemplo: O desconserto causado ao automóvel foi tamanho que restou-se imprestável;

    ou ainda:

    Os desconsertos das coisas me fizeram impotente.

    Nobre Jurubeba, pessoas não ficam nem se sentem "desconsertadas", mas desconcertadas, que aí, sim, significa "desordem, desarranjo, desarmonia de ideias, sentimentos etc..."

    O "caralho" do blog é seu mesmo, você erra como quiser. Igualmente o outdoor pertence aos irmãos da Igreja, que escrevem da forma (errada também) que lhes convém.

    Um abraço, esquentadinho.

    ResponderExcluir
  5. Senhor anônimo,

    Primeiro que não sou esquentadinho e diferente de você não fico indignado com erros ortográficos de ninguém. Não passam de diversão, nada mais.Eu grito " caralho" até quando faço um gol. Quem já jogou futebol sabe do que estou falando.

    E o esforço em vão foi o seu. Quer dizer não em todo. Alguém que leu os cometários, pode ter aprendido algo sobre. Continuo insistindo, porém, no uso do "s". Por mais ignorante que seja, por mais estúpido que pareça, sei a diferença entre as duas palavras, acredite.

    Usei-a, propositalmente, no sentido figurado. Acho que cabe e pronto. E não foi invenção minha. Copiei. Li frase de escritor de verdade, que fez o mesmo uso que eu fiz do termo. Se você não entendeu, não será o fim do mundo. Você está com sua razão e eu fico com a minha.

    Já errei várias vezes neste blog, já me jogaram na cara, aceite minha falha e só agradeci. Joguei na maré. O que um semiletrado tem a perder ? Veja que não censurei seus comentários.

    Porém, atenção no que diz. Este blog não é profissional e não tem pretende informar ou ser a "palmatória do mundo". Meus erros aqui não representam nada, a não ser ignorância ou falta de atenção.Ou meu " estilo de errar".

    Agora, quem fez a faixa ganhou (ou pode ter ganho) para fazer bem feito ou quem a idealizou assumiu uma responsabilidade de fazê-la da forma mais correta possível, pois ela visa informar e representa uma instituição. É do interesse público e não dos "Irmãos da igreja". Assim também são os textos jornalístico, didáticos, a locução no rádio ou a apresentação na TV.

    Não citei, mas esta faixa da foto está na frente de uma escola de ensino médio.

    É uma grande diferença e apesar de todo rancor, nas suas entranhas, nisto, você há de concordar comigo.

    Mas, enfim, não será isto que me levará à indignação. O mundo real não é feito de ortografia. Erros assim não matam ninguém. Só a diversão me resta...

    ResponderExcluir
  6. Boa noite, sr Jurubeba,

    Fico com você nesta.Pode-se falar o que quiserem de sua pessoa, menos que não seja criativo. E o criativo não pode ficar a mercê dos significados rasos das palavras.E você joga muito bem com elas, sem pretensão de ser alguém. Muito melhor do que futebol,rsrrs. Quer dizer, quando mais novo você até que "arranhava", porém como não o vejo há quase 10 anos, já deve está em fim de carreira, hihihi

    Sempre estou por aqui para ler suas estultices que são do c........ ! ( ainda estou andando na companhia maléfica do Jean, por isso meu " homês " tá afiado)

    Um abraço e beijos, "Cashiga"

    Maria Adriana

    Vou de "anônima mesma ( preguiça de log on)

    ResponderExcluir
  7. Olá, Adrianica.Quanto tempo, no ?

    Já que você uma das poucas mulheres deste mundo que entende de futebol _portanto inteligente, continuemos nele. Sabe o que isto aqui está parecendo ? Eu sou o jogador. Levantei a cabeça, vi o goleiro adiantado. Consciente, coloquei a bola fora do raio de ação dele. Golaço. O anônimo é aquele comentárista que baseado nas imagens diz que fui cruzar a bola na área.Fiz o que não queria. Eu morrei dizendo o contrário, ele me criticando e desconfiando da minha capacidade.Mas o resultado do jogo vai permanecer e nada vai mudar na vida.

    Um abração e quanto ao careca Jean , jogue-o às traças, ele e o vocabulário de cabelo de suvaco, o " homês ". Até breve e Cashiga é o c......., meu nome é Jurubeba, pôrra ! rsrsrsrsrrs

    ResponderExcluir
  8. NOOOSSA Q DUELO LEGAL.IMAGINEM SE O LIVRO "ORDE E POGREÇO FOR LANÇADO?

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog