quarta-feira, 28 de novembro de 2012

TOSCA (E/ OU CHULA) SIMETRIA


Há um tempo, um pedreiro preguiçoso fez um tremendo de um bolo fecal _ para não escrever MERDA, já que isto é um blog de respeito_ aqui na minha personalíssima residência. 

Então, com  crise de humanismo e uma  tola pretensão de ensiná-lo a ser gente na vida, recitei-lhe um trecho do Fernando Pessoa ( ou Ricardo Reis) , assim colacionado:

"Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive."

Resultado: mandou-me tomar no cu, o mal educado.  Não vou , _ foi o que lhe respondi _ e por dois motivos muito simples: primeiro, que nada conheço dessa linguagem chula ( a gente tem que se impor !) e segundo, fosse bom fazer isso aí, você não estaria agora me mandando ir, já teria ido na frente há muito tempo...  

Se o paguei ? Sim. Considerei a possibilidade de ele não ter culpa de ser o filho de uma puta. E não estou me referindo ao fato possível de ela ( a que o pariu ) ser uma prostituta, uma profissão sofrida e para quem não tem outra opção na vida. Falo de ser uma relapsa com a educação do filho...

Antes de ir embora, ele ainda me disse: " O  sinhô é um cara estranho... mas é legal.

Não externei meus pensamentos que estavam _ ainda _ em conflito se  mandavam-no  'ir com Deus' ou para a 'puta-que-o-pariu !'

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog