sexta-feira, 2 de março de 2012

A LEI DA FICHA LIMPA NÃO NOS SALVARÁ, ACREDITEM.

"A lei foi feita para reger comportamento futuros. Então, deixa de ser lei e, a meu ver, passa ser um confisco de cidadania. O estado retira do cidadão uma parte da sua esfera jurídica de cidadania, abstraindo a sua vontade. Não interessa o que você pode ou não evitar" (ministro Cezar Peluso, presidente do STF, na votação da constitucionalidade da Lei da Ficha Lima).

 Como é do conhecimento geral o STF já decidiu a favor da constitucionalidade da popular Lei da Ficha Limpa.
Brados de euforia ecoaram-se país à dentro. Nada mais justo e compreensível : estamos sequiosos de justiça. Quando do outro lado estão estes seres tão diferentes do restante dos mortais _ os políticos com mandato _  mais doce é a vingança.
Às vezes penso que sou um louco fora de moda. Enquanto a maioria comemora, fico entre os tristes com a notícia.
Não. Não sou político, muito menos tenho a ficha suja.
Explico com calma.
Quem me conhece pessoalmente sabe da minha timidez com as palavras, fruto da incapacidade de se expressar claramente, calmamente, de preferência pronunciando os "s" no fim das palavras e nas concordâncias . Como sou feioso de físico e feição, tanto quanto de coração, prefiro a aconchegante escuridão da indiferença alheia.
Entretanto, aqueles que já tiveram a rara oportunidade de trocar comigo meias palavras sabem da minha obsessão pela ética e da moral do indivíduo. É coisa tem que brotar do interior de cada pessoa. Minha diligência é minha melhor lei.
Dito isto, passo a afirmar que sempre considerei a tal "Lei da Ficha Limpa" um atestado da falta de moral, ética e decência do eleitor brasileiro. Além, é claro, do atestado de incompetência nossa em escolher o que achamos melhor_ ou pior, como bem permite a ampla democracia e o livre arbítrio .
Mais uma vez foi delegado ao Estado decidir pela gente. O Estado retira do cidadão como bem disse o ministro a capacidade de escolha ampla, abstraindo sua vontade.
Muita gente credita a escolha dos péssimos políticos à falta de escolaridade da população, o que é um absurdo. Consciência de mundo vai além do que se aprende nos livros e aulas expositivas. A fome, a miséria, a insegurança e a dor não estão no papel e na fala, estão na vida real. 
Outros falam de uma tal dependência financeira que prende o eleitorado a uma dívida eterna com candidatos. Não há comprovação. Uma maioria sabe que não vai ser descoberta se não votar nos "amigos". Uma minoria mixuruca pensa que sim. Mas minoria numéricamente insigiificante não elege ninguém. Além disso, o eleitor é o maior dos infiéis, não o maior dos jumentos. 
'Não se muda os políticos enquanto não se  muda os eleitores'
O quero dizer é que elege-se péssimos políticos conscientemente em termo de maioria, o que não deixa de ser democraticamente correto. Em suma, estamos muito bem representados.
A retirada dos chamados fichas sujas das próximas eleições dá a falsa sensação de limpeza. Ledo engano. É o impedimento dos ruins abrindo caminho para outros também ruins ( ás vezes apoiados pelos impedidos). "Sangue novo" mal intencionado é que não falta atrás de uma mamata oferecida pelo mandato político. 
A cada ano mais gente cairá na rede da lei, entretanto, o exército de contigente é grande, inesgotável. Arrisco a dizer que o mau eleitor de hoje. é o péssimo candidato de amanhã.
E sabem os mais espertos ? Conhecem os caminhos legais das pedras para escapar da justiça formal. 
Não se muda os políticos enquanto não se muda os eleitores. A lei da Ficha Limpa não é pedagógica, ela castra e pronto !
Os maus continuarão escolhendo os maus , enquanto os bons soltam rojões  pela queda da "bola da vez" e nossa política continuará uma porcaria, com todo respeito ao suínos.
E por favor não me venham com uma lei para barrar os maus eleitores. Eles são a maioria e como os bons eleitores também pagam uma manada de impostos.
Matematicamente, eles são mais úteis às finanças do Estado e têm todo o direito de escolher quem vai cuidar do dinheiro da sociedade.
Afinal, em uma democracia quem manda é a maioria e não os mais decentes. Quem sabe um dia sejamos em maior número...

4 comentários:

  1. IMPRESSIONANTE ! VC AGORA DEU PARA DEFENDER BANDIDO, FOI SEU TAL JURUBEBA A LEI DA FICHA LIMPA É UMA VITÓRIA DA POPULAÇÃO. FALAR MAL DELEA É DEFENDER TUDO O QUE NÃO PRESTA

    ResponderExcluir
  2. VÁ PROCURAR UMA LAVAGEM DE ROUPA !

    ResponderExcluir
  3. Prezado anônimo,

    Não sei quanto a vc, mas eu defendo sem precisar dá e quanto à roupa se for suja eu lavo mesmo !

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog