quarta-feira, 15 de junho de 2011

NÃO HÁ PRÊMIOS PARA A PROATIVIDADE


Desde sempre, fiz crítica ao modo de governar do prefeito Vagner José Sales, com V, mas sempre levei para o lado cômico, já que para minha modesta opinião, ele é um típico politico fanfarrão que costuma urinar nas próprias unhas dos pés e continua a negar que esteja com problema na próstata. E estou me referindo às suas convicções políticas, façam-me o favor !

Desconfiar  que havia algo de errado na sua administração, eu já desconfiava. E quem não desconfiava ? Cruzeiro do Sul não é diferente de nenhum outro municipio brasileiro. Aliás, é um típico municipio do interior de uma região pobre de um pais sem decência como é o Brasil. Ninguém é perfeito, no máximo é um prefeito. A diferença entre o desconfiar e o saber é uma grande distância chamada prova. E as vezes nem ela nos dá a certeza.

Cruzeiro do Sul  pode ser isolada do restante do país em muita coisa, mas no patrimonialismo descarado, quando se fala em política, estamos em pé de igualdade com a nação. Sejamos realista : Quem com um mínimo de senso crítico pensaria o contrário ? Mais do que nunca fazemos parte do "País de Todos". Somos, sim, brasileiros.

Eu,  talvez seja o único brasileiro com um pensamento jurássico de achar que o maior mal deste país é a cínica municipalização com o moderno nome de " descentralização". Não passa de uma manobra diabólica  _ que me desculpe o diabo, que não existe e nada tem a ver com a cagadas dos homens _ para pulverizar a fiscalização dos Tribunais de Contas pelos municipios, como miríades, espalhados pelo extenso terrítório nacional. Fiscalizar mais de 5.000 não é  mesmo que fiscalizar quase 30.

Isto é, porém , assunto para outra postagem.

Voltemos a nossa maravilhosa Cidade do Trabalho e Cidadania.  Diferente de minha pessoa,  já cética de que este pais tome jeito, por isso prefiro a ironia, algumas pessoas buscam de forma séria denunciar os males que fustigam nossa cidadela. 

Pela outrora Cruzeiro do Sul, o assunto do momento é a denuncia do cidadão, e não por coincidência um blogueiro,  Rafael Dene contra as improbidades cometidas pelo Mestre Sales.

Depois de ler, escutar e "ouvir falar" chego à conclusão que o cidadão, independente do seu objetivo , deva ser premiado por seu comportamento proativo.

Eis, por fim, algumas sugestões de premiação ( que não devem ser levadas a sério):

_ Receber o equivalente ao montante do salário de todos os vereadores desta cidade, já que fez o trabalho que por questão de ordem deveria primeiro ser da câmara " dos fiscais do povo";

_ Receber uma " menção honrosa" da câmara de vereadores pelos bons serviços prestados à população cruzeirense; Se não tiver nascido aqui que ganhe o título de cidadão cruzeirense;

_ Que o seu blog ganhe um espaço de destaque no site das verdades desmedidas ac24horas, que hoje escreveu ( mal escrito para caralho ! ) um editorial sob o título " As botas devem brilhar pelo zelo e não pela subserviência ";

_ Que aquele colunista político , que se gaba da sua imparcialidade duvidosa, escreva umas poucas linhas sobre o blog do rapaz, falando principalmente da denuncia com provas contra o seu protegido , com o título " Desta água não beberei mais "

_ Que a sua diligência sirva de inspiração para algum deputado metido a louco criar uma a lei que obriga ao Estado Brasileiro  premiar pecuniariamente o cidadão denunciante dos "colarinhos brancos";

_ Se nada disso for possível que ao menos ele não seja taxado de " ptralha" ( mesmo não sendo filiado a partido nenhum ) ou qualquer coisa do gênero ou o seu blog não seja posto no rol de uma tal " esgotofera" por ousar falar da prefeitura do Trabalho e Cidadania.

Como não somos um país sério, o cidadão Rafael Dene deve se contentar com sua " consciência tranquila de ter feita a coisa certa" , só isso. No resto, cuidará a parcimônia daqueles que detêm o poder político e econômico. Não apostem o contrário.

Um comentário:

  1. Boa Tarde Jairo, obrigado pela força, nossa Pais e nossa Cidade ainda possuem indivíduos que jogam pedras em quem denuncia e flores para os políticos "santos", mas vamos começar por nosso bairro, chegar a nossa Cidade, depois em nossa região e quem sá um dia ao nosso Estado. Sou de Cruzeiro do Sul, Bisneto do Mâncio Lima, fundador de Mâncio Lima e guerreiro na libertação do Juruá, agora estamos novamente lutando pela segunda libertação do Juruá.

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog