segunda-feira, 31 de outubro de 2011

SALES, A MARCHA E A CHAVE

 “Eu me sinto gratificado espiritualmente de participar de um momento tão bonito. Eu acho que grandes manifestações de fé em Deus que reforça os valores cristãos e da família são muito proveitosas. Eu só tenho a agradecer as igrejas, os pastores e a todas as pessoas que participaram. Somente através da palavra de Deus é que o mundo pode ser transformado. Cruzeiro do Sul está sendo muito abençoado hoje aqui, através desses ministros do evangelho”, comentou o prefeito, Vagner Sales. (sic)
Foto retirada do site da profunda profícua AC24HORAS.COM

Trecho do release da prefeitura de Cruzeiro do Sul encaminhado à parte da imprensa livre do Acre (quiáquiáquiá, podem rir) a respeito de um evento evangélico realizado neste fim de semana aqui na cidade do Trabalho e Cidadania.

A igreja católica realizou um evento no mesmo dia, um pouco mais cedo. Não houve destaque por parte da imprensa. Pela prefeitura menos ainda.

A autoridade em questão não é do meio evangélico. Também não é católico. Se for se enquadra no tipo " católico não praticante ",  um eufemismo para quem tem vergonha de dizer que não tem religião. É mais ou menos como o macho brasileiro que não gosta de futebol, mas para não passar constrangimento diz que  "torce pelo Brasil", quando indagado qual o seu time de coração.

O que levaria então uma autoridade que representa o pretenso laicismo do Estado a participar da marcha dos evangélicos e não participar da marcha católica ? E se participou por que sua assessoria não distribuiu o release ?

Sim, porque ali não era o cidadão, era o prefeito, com bigodinho ralo, vestindo camisa-maga-polo-com-jarezinho e tudo !

Não teriam os católicos os mesmos direitos dos evangélicos de contar com a presença do senhor prefeito ?

Como não faço parte dos inocentes que enxergam bondade na política, maquiavelicamente falando,  faço a seguinte pergunta : Os votos dos católicos já não lhes fazem falta, senhor príncipe ?

Eu mesmo respondo: Acho que isto não rende voto algum. Se o povo não é de César, também não será de Vagner, afinal como dizia a propaganda volante que anunciou o evento pelas ruas da cidade a marcha era do povo de Deus. Sales que amarre seu burrego em outra freguesia.

Segundo o release o prefeito acredita que a palavra de Deus pode transformar o mundo. Sales, que não quer ficar para trás, através da palavra conseguiu mudar Cruzeiro do Sul, um pequeno pedaço do mundo: Agora somos Trabalho e Cidadania. Só falta por aqui trabalho e cidadania, mas isto é um mero detalhe.

Em nossa urbe o verbo do prefeito ainda não se fez carne, nem asfalto, nem calçadas, nem saneamento, nem saúde, nem educação...e nem a reforma do Samambaia Clube.

Como se ver na foto, os líderes religiosos entregaram uma grande chave para o prefeito. Ótimo. Quem sabe assim ele  abra a caixa-preta  que é a sua administração. Não há melhor demonstração de desenvolvimento, paz, amor e democracia neste mundo do que a transparência pública.

O restante pode entregar a Deus ou ao mundo da retórica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog