quinta-feira, 27 de maio de 2010

Os Ptralhas e os Paraíbas


imagem: visãopanoramica.com



Leio uma manchete no site Ac24horas: " Polícia Federal prende irmão de ex-deputado do PT em Cruzeiro do Sul ". Não irei aqui citar nomes por dois motivos. O primeiro é que isso aqui  não trata-se de uma matéria jornalística. O segundo é em respeito à familia da pessoa envolvida na manchete. Até que se dê o veredicto final é um cidadão de ilibado caráter na sociedade cruzeirense. 


Irei sim comentar a manchete, mas de outra forma.Vamos decifrar o que se está por trás ou nas entrelinhas .A intenção segunda. A coisa rasteira e torpe que deveria ser banida do jornalismo, para que o conceito de   jornalismo imparcial deixe de ser um mito e possa ser uma meta real,  mesmo que inatingível.

O fato é que essa manchete tem por objetivo último informar, contrariando o principio da notícia. O que se pretende mesmo é conotar a prisão realizada pela Polícia Federal a um fator politiqueiro. Quem foi preso foi o proprietário da farmácia. Não interessa quem é seu irmão e tão pouco se este ( o irmão) um dia foi deputado pelo PT.

Um fato nada tem a ver com o outro. A intenção segunda é ligar o PT a um possível erro. Fazer uma conexão PT _Policia Federal_Prisão. PT é corrupção. Sempre é mister lembrar que no Brasil _e mais ainda no Acre_ quando se fala PT de forma depreciativa está-se querendo abarcar todos os partidos coligados na mesma frente política.Por analogia é mesma coisa que chamar todos os nordestinos de "Paraíba".

Uma aberração interpretativa criada por políticos sem cultura e repassada aos cidadãos menos esclarecidos. O pior é um jornalista repetir essa patuscada. A onda agora é classificar todas as pessoas, que não comungam com os princípios políticos dessa gente, de esquerdopatas ou ptralhas. Que pobreza de corruptela,  nobres "libertários" !

Mas, voltemos à manchete .Ela bem que poderia ser escrita assim: Policia Federal prende donos de farmácias em Cruzeiro do Sul. Percebem a diferença ? Viram como a manchete poderia ser dada de forma imparcial e bem mais enxuta ?

E alguém acha que o editor não sabe disto ? Para tirar qualquer dúvida a respeito da intenção da manchete basta lembrar que a pessoa citada é parente de uma atual deputada ( que não irei citar aqui por respeito, pois a mesma não tem relação nenhuma com o fato, além do parentesco). A diferença é que essa deputada não é do "PT"... Bingo !

Depois  tem gente "esclarecida" que critica os outros veículos de informação do estado de serem "vendidos" e ainda tem a cara de pau de citar o referido site como um exemplo de imparcialidade. Está bem, eu também acredito que no final do arco-íris tem um elfo com um pote de ouro. Haja hipocrisia.!

5 comentários:

  1. Nolasco,vc é mesmo um cara atenado.E olhe que essa matéria era do jornal tribunadojurua.com e como bem observou o deputado Moisés Diniz no blog ecossocialista.com a manchete ligava a pessoa detida ao nome da deputada do PPS.O editor do site ac24horas simplesmente trocou os partidos para realmente atingir o PT.Que triste essa nossa imprensa.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns! Porreta! Jurubeba nos meus "favoritos". Forte abraço.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado ao meu amigo Paulo Soriano, um dos poucos vereadores da atual legislatura que apresentam condições intelectuais e , o mais importante , decência para o exercício do cargo.

    ResponderExcluir
  4. É amigo, a baixeza que impera no jornalismo. E infelizmente não pdoemos dizer que é "coisa de CZS". Imprensa nacional e inernacional vicem de distorcer os fatos. Veja os casos recentes: Irã e Bolívia. Na boca da imprensa vendida: Morales é traficante, Irã é terrorista... PT é bandido, e por aí vai, desinformação no balde a preço de banana...
    Parabéns pelo comentário. Digno do "Observatorio da Imprensa"

    ResponderExcluir
  5. Grande jornalista (esse é de verdade) Leandro Altheman !!
    Apesar de não ser a minha intenção no blog,é sempre bom receber um generoso elogio como esse, ainda mais vindo de alguém que entende do assunto.Obrigado.

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog